Projeto UEFGM - United to End FGM (Female Genital Mutilation)

projeto UEFGM logotipoUnião Europeia Logotipo

Um novo website Europeu para combater a MGF – Mutilação Genital Feminina
Veja aqui o video promocional de lançamento (versão PT)

Video lançamento Plataforma UEFGM

Desde Setembro de 2015, a APF integra um novo projeto europeu no combate à MGF. Este é promovido pela Universidade Tecnológica de Chipre (Cyprus University of Technology), envolve organizações de 10 países da EU e ainda algumas organizações europeias tais como a Europol ou a EMA - Associação Europeia de Parteiras (European Midwives Association) e ainda a END FGM  European Network, que é uma plataforma europeia de mais de 20 ONG (entre as quais a APF) envolvidas nesta problemática.

O projeto UEFGM é financiado pelo Programa JUST, da União Europeia e propôs a criaçao de um novo website sobre MGF.

Este instrumento, é dirigido sobretudo a profissionais de várias áreas – Justiça, Ação Social, Asilo e Refugiados, Educação, Saúde e Proteção de Crianças e Jovens (na continuidade de um projeto anterior, também participado pela APF, que elaborou uma ação de formação online) e está disponível em várias línguas, incluindo Português.

Este novo projeto reformulou, ampliou e enriqueceu este curso de formação online e tem também versões em 9 línguas europeias – Inglês, Francês, Português, Italiano, Grego, Holandês, Alemão, Castelhano e Sueco.

Para além do curso, o website tem disponíveis as páginas referentes a cada um dos países participantes, documentação relevante e ainda uma zona de contato direto com os destinatários, onde irão sendo realizados diversos eventos, nomeadamente webinars.

O novo website foi apresentado em Bruxelas no dia 3 de Fevereiro de 2017 e, na sequência, apresentado nos outros países participantes.

Em Portugal, a apresentação pública da Plataforma UEFGM – Unidos para Acabar com a MGF: Plataforma Europeia de Conhecimento para Profissionais que Lidam com a Mutilação Genital Feminina (MGF) será no próximo dia 22 de Março, entre as 10:30h e as 12:30h em Lisboa, no Auditório do CIUL (Picoas Plaza), a qual será presidida pela Senhora Secretária de Estado da Igualdade Catarina Marcelino. Consulte o Programae o folheto de divulgação da Plataforma (versão portuguesa).