ICPD+25 Nairobi Summit - IPPF


A Cimeira de Nairobi em 2019 sobre "ICPD+25 - Accelerating the Promise", marcou o 25º aniversário da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (ICPD). A Cimeira reuniu governos, sociedade civil, academias, o sector privado, organizações religiosas, instituições financeiras internacionais, organizações de base e outros parceiros interessados na prossecução da saúde e direitos sexuais e reprodutivos.


A International Planned Parenthood Federation (IPPF) analisou os compromissos assumidos pelos governos de 137 países que participaram na Cimeira para contribuir para a responsabilização a nível nacional, a fim de assegurar que estes compromissos sejam cumpridos.


Este relatório é dedicado a todos os defensores em todo o mundo. O relatório inclui uma base de dados de compromissos governamentais, bem como briefings e versões regionais traduzidas para francês, espanhol, russo, árabe e português. Identifica muitas oportunidades para a sociedade civil assim como para os governos galvanizarem a energia política da Cimeira de Nairobi.


Agora é tempo de aumentar os esforços, de responsabilizar os governos e de trabalhar em parceria para assegurar que estes compromissos políticos sejam transformados em ações nacionais reais para melhorar a vida das mulheres e das raparigas.


Em 2019, 137 países reuniram-se em Nairobi - Quénia, 25 anos após a Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento realizada no Cairo #ICPD+25. Nessa altura, vários actores políticos, da sociedade civil e académicos reafirmaram a urgência da promoção dos Direitos Sexuais e Reprodutivos das pessoas, especialmente: mulheres, jovens, comunidades indígenas e afrodescendentes, pessoas da comunidade #LGBTQI, pois é a única forma de garantir que ninguém fica para trás.


Neste contexto, a IPPF apresenta um relatório da ICPD+25 e uma análise das Américas, a publicação "Análise dos compromissos governamentais da ICPD+25 Nairobi+1" em várias línguas, que espera ser um instrumento de advocacia e monitorização para os cidadãos, na defesa e promoção dos seus direitos.
 


Direitos e escolhas para todos/as! Um ano que passou desde a Cimeira de Nairobi.


As Américas são a região com o maior número de países que criminalizam a interrupção segura e voluntária da gravidez. No entanto, na Cimeira de Nairobi (em 2019), os governos aumentaram os compromissos e a sua atenção para permitir e garantir o direito das mulheres a decidir. O consenso #ICPD+25 representa oportunidades essenciais para a defesa regional, nacional e local da Saúde e Direitos Sexuais e Reprodutivos.

Um ano após a ICPD+25, a IPPF, em apoio à monitorização dos resultados dos acordos da Cimeira de Nairobi, publica um relatório com uma análise e um roteiro para promover a conformidade dos resultados da Cimeira de Nairobi com os compromissos a nível nacional. Uma publicação que também presta especial atenção a garantir que as respostas globais não deixem de reconhecer a intersecção das várias causas de opressão experimentadas pelas mulheres para questões étnico-raciais, de género e de classe; que representam barreiras ao acesso ao aborto legal e seguro nas Américas. Os relatórios regionais estão também disponíveis em várias línguas. Convidamo-lo a acompanhar a conformidade do seu país na base de dados virtual.


Relatório disponível aqui
Briefing de Síntese disponível aqui.
Base de dados virtual disponível aqui.