Métodos cirúrgicos definitivos

Métodos cirúrgicos definitivos

O que são?

  • São métodos cirúrgicos; e
  • São formas de contraceção permanentes e definitivas, pelo que devem ser escolhidas apenas quando se está seguro que não se quer ter mais filhos.

Quais as vantagens?

  • Muito seguros, com uma taxa de falha muito baixa;
  • Não interferem no desempenho sexual nem no normal funcionamento dos órgãos sexuais;
  • Um procedimento único assegura a contraceção; e
  • São métodos não hormonais.

E as desvantagens?

  • Não protegem das IST, pelo que se torna importante a utilização de um método de barreira com esta finalidade (como o preservativo).

Laqueação de trompas

(Laqueação tubária bilateral)

O que é?
Consiste na interrupção das trompas, impedindo, por isso, a fecundação do óvulo pelos espermatozoides e, portanto, a gravidez. Às vezes as trompas são cortadas, outras vezes é colocado um anel que bloqueia o seu trajeto.

O que é importante saber?

  • A mulher continua a ter menstruação;
  • Não interfere no relacionamento sexual; e
  • Apesar de ser uma ideia (errada) frequente, não existem laqueações tubárias reversíveis.

Vasectomia

O que é?
Consiste na interrupção do canal deferente, que “leva” os espermatozoides dos testículos para o pénis.

O que é importante saber?

  • Não provoca impotência;
  • Continua a existir ejaculação, porque os espermatozoides são apenas uma pequena parte do esperma; e
  • Não é um método de eficácia imediata. São normalmente necessárias 12-20 ejaculações até deixarem de existir espermatozóides no esperma.