Amamentação

O leite materno é muito importante para o bebé e tem vantagens também para a mulher. Segundo a OMS, o bebé pode ser alimentado exclusivamente com leite materno até aos 6 meses de idade.

Depois do parto, as glândulas mamárias produzem uma substância chamada colostro que contém os elementos essenciais para o bebé. Até ao início da produção do leite materno, a mãe deve alimentar o seu bebé com o colostro. 

Para uma amamentação eficaz, é importante que haja uma boa pega da mama da mãe. Assim, o bebé ficará bem alimentado e os mamilos da mãe serão protegidos, diminuindo a possibilidade de gretarem ou de ficarem demasiado sensíveis.

Vantagens da amamentação

  • A vinculação (ligação) entre a mãe o bebé.
  • A mãe tem maior disponibilidade ao amamentar para se focalizar apenas no bebé.
  • O colostro (primeiro “leite”) tem benefícios antibacterianos.
  • Maior imunidade porque o leite sai do interior da mama à temperatura certa e devidamente esterilizado.
  • Maior qualidade de alimento para o bebé: a sucção do bebé vai permitir que o leite saia consoante as suas necessidades (mais líquido ou mais rico em proteínas, vitaminas e/ou sais minerais).
  • Prevenção do cancro da mama.
  • Estimulação dos dentes.

Vantagens de dar biberão

  • Dar biberão não significa que não vá haver ligação afetiva entre a mãe e bebé.
  • O biberão pode ser dado ao bebé por qualquer pessoa o que permite uma maior autonomia da mãe.
  • O colostro pode ser extraído através de uma bomba de sucção e pode ser dado ao bebé pelo biberão.
  • Melhor controlo da quantidade de leite que o bebé ingere no momento.
  • O leite extraído pode ser guardado no frigorífico até 24 horas e congelado no máximo até 3 meses, ou seja, a mulher pode ausentar-se por maiores períodos de tempo, se desejar ou necessitar.
  • O leite pode ser aquecido em banho-maria ou em aquecedores de biberão.
  • Menor cansaço para a mãe.
  • A mãe não precisa de ter cuidados especiais na sua alimentação.

Check-list útil

Recomenda-se o seguinte material para ter em casa, como suporte à amamentação:

  • Fraldas de pano; 
  • Uma garrafa de água para a mãe beber (pode ter muita sede); 
  • Almofada de amamentação; 
  • Bicos de silicone; 
  • Bomba de extração de leite; 
  • Saquinho de sementes de aquecer no micro-ondas; 
  • Creme para os mamilos; 
  • Paracetamol (analgésico para o caso de dores).

Dicas

Etapa 1

  • Lavar bem as mãos com sabão; 
  • Colocar a mulher e o bebé numa posição confortável e que permita uma boa pega; 
  • Estimulação do mamilo; 
  • Estimulação do bebé; 
  • Introduzir bem o mamilo na boca; 
  • Cuidado ao retirar (introduzir um dedo na boca do bebé).

Etapa 2

  • Espalhar o resto do leite no mamilo e deixar secar; 
  • Pode colocar-se uma marca na alça do soutien para saber qual o lado da próxima mamada; 
  • Aplicar o disco e/ou pomada no mamilo;
  • Repetir do outro lado; 
  • Pôr o bebé a arrotar; 
  • Geralmente, o bebé precisa de mudar a fralda depois de mamar.

Outros cuidados

  • Se as mamas ficarem muito duras e com nódulos deve fazer-se uma massagem em movimentos circulares;
  • Pode também utilizar sacos de água quente ou toalhas quentes para amolecer o peito ou, no duche, massajar o peito com a água quente corrente;
  • Se necessário, pode utilizar a bomba da amamentação ou retirar leite manualmente;
  • Se a mulher sentir mal-estar, se as mamas estiverem muito rijas e se tiver febre deverá consultar o médico ou ligar para a Linha Saúde 24 (808 24 24 24) pois pode estar com uma infeção na glândula mamária (mastite) e precisar de medicação.