Metodologias de Educação Sexual

Apresentamos algumas das metodologias mais utilizadas em Educação Sexual:

Role Play ou dramatização

Permite encenar situações hipotéticas ou representar circunstâncias quotidianas que deverão ser comentadas pelos intervenientes.

A intervenção dos/as alunos/as deve ser voluntária, visto que é uma técnica de grande exposição perante o grupo.

Caixa de Perguntas

Caixa com ranhura na tampa, como se fosse uma urna de voto, em que os intervenientes colocam as questões que pretendem ver esclarecidas.

A grande vantagem desta técnica é a garantia de anonimato e o facto dos intervenientes se sentirem menos expostos do que nas dinâmicas de grupo.

É muito utilizada como forma de preparação de uma atividade, pois permite ao/à professor/a conhecer antecipadamente quais as questões mais pertinentes no grupo.

Brainstorming

Também chamada de "Tempestade cerebral" ou "chuva de ideias", é muito útil para iniciar o tratamento das questões. 

As ideias devem ser pouco extensas e rápidas. 

Possibilita uma responsabilização significativa dos intervenientes.

Utilização de audiovisuais

O visionamento de audiovisuais deve ser feito, preferencialmente, quando já existe algum trabalho desenvolvido pelo grupo.

Deve ser preparado pelo/a professor/a antecipadamente, no sentido de explorar os conceitos e ideias transmitidos pelas imagens.

É necessário prever-se tempo para fazer uma introdução ao visionamento, uma reflexão posterior e o esclarecimento de dúvidas e comentários suscitados pelo filme.

Biblioteca da Sexualidade

A constituição de um pequeno espaço sobre sexualidade na Biblioteca da escola pode ser bastante relevante.

Procure informar-se, junto do/a Bibliotecário/a da sua escola, qual a melhor forma de colaboração.

Garanta a possibilidade de empréstimo domiciliário.